artigo_mcdonalds

Sobre PM, McDonald’s e um vai tomar no cu

Neste relato, o estudante Vinicius Lima conta como arrumou encrenca com um policial militar por querer pagar um lanche a um morador de rua

por Vinicius Lima*

Segunda-feira (25), 2h da manhã, estava no drive thru do McDonald’s com os meus amigos me divertindo, depois do show do Rashid na minha igreja, quando aparece um irmão de rua nos pedindo alguma coisa para comer. Na hora, nos mobilizamos para comprar um lanche e, enquanto meus amigos pagavam, eu e minha colega ficamos conversando com ele, até que somos interrompidos por uma viatura que disse a ele: (mais…)

Ler Mais

campanha contra agrotoxicos

Para AGU, pobre tem que comer veneno

Resposta ao parecer da AGU contrário ao fim das isenções de impostos para agrotóxicos: Advocacia-Geral da União rejeita fim das isenções de impostos para agrotóxicos, afirmando que somente com venenos é possível produzir comida barata.

Em Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida

Com um vocabulário um pouco mais rebuscado, a Advocacia-Geral da União repetiu o discurso político ideológico do agronegócio: só é possível produzir alimento barato com muito veneno. Assim, a AGU acaba por afirmar, ainda que indiretamente, que comida de baixa qualidade, contaminada por agrotóxicos, deve alimentar a maioria da população. A comida saudável, sem agrotóxicos, seria destinada apenas a quem tivesse condições econômicas de comprar alimentos com custos maiores.   (mais…)

Ler Mais

favelas da Maré foram ocupadas por diferentes unidades da Polícia Militar do Estado do Rio

Teste: Estado Islâmico ou Violência Brasileira? A vida do pobre é um terror, por Leonardo Sakamoto

No Blog do Sakamoto

Atentados podem ocorrer durante os Jogos Olímpicos no Rio? A probabilidade é baixa, apesar de não totalmente descartada. E o governo brasileiro, que deveria transmitir segurança, demonstra não fazer ideia do que seja terrorismo. Pelo contrário, dando publicidade desmesurada a ações que prendem grupos ou indivíduos sem provas consistentes, pode estar fomentado a ação de lobos solitários ou malucos em busca de fama.

O interessante é que sem nenhuma ação, o terror (e a incompetência diante dele) já conseguiu uma vitória ao gerar burburinho de medo. (mais…)

Ler Mais

Assentados/as cobram Reforma Agrária e assistência técnica do Incra em Recife

Por Comissão Pastoral da Terra – Regional Nordeste II

Representantes de vinte assentamentos da Zona da Mata Norte do estado de Pernambuco e da Região Metropolitana do Recife reuniram-se na manhã desta terça-feira, dia 26/07, com o novo Superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, em Recife (Incra SR-03). Os/as assentados/as cobraram do órgão o retorno imediato de programas que atendem os trabalhadores/as rurais do estado, como a assistência técnica, que encontra-se paralisada em vários assentamentos do estado. Os agricultores também requereram informações sobre a medida do TCU que, em abril desse ano, determinou a paralisação imediata do programa de Reforma Agrária do Incra em todo o país. A decisão prejudicou centenas de famílias no estado.

De acordo com o Superintendente, Heliodoro Daltino, estão programadas novas contratações de empresas terceirizadas de assistência técnica para os assentamentos a partir de agosto. No que diz respeito ao bloqueio do TCU, o Superintendente considerou ser essa uma decisão mais política do que técnica e que a autarquia, em Brasília, já está buscando solucionar o problema. Os representantes dos assentamentos destacam que, atualmente, o Incra limita os recursos que podem ser adquiridos pelos/as assentados/as anualmente. Por isso, consideram que a revisão e o debate em torno de algumas normativas são necessários para que o Estado possa, dentre outros aspectos, garantir a possibilidade de melhoria na qualidade de vida e o crescimento produtivo e econômico dos assentamentos. (mais…)

Ler Mais

aldeia pataxo paraty

Caminhantes indígenas: Pataxó em Paraty

Há 13 anos cerca de 10 famílias pataxós perambulam pela Costa Verde fluminense a procura de terra, moradia e um Poder Público que os reconheça como cidadãos.

Por Thereza Dantas para Combate Racismo Ambiental

Numa tarde de julho, em pleno veranico paratiense, integrantes da “aldeia” pataxó estão paramentados para conceder uma entrevista. Mulheres e homens, com rostos pintados de vermelho e preto, cantam e balançam seus maracás para avisar que o território localizado na zona rural da cidade de Paraty, agora é pataxó. Aos pés do Parque Nacional da Serra da Bocaina, o toré, uma importante prática ritualística, é cantado e dançado pedindo paz e luz para a conversa. (mais…)

Ler Mais

burajuba

MPF/PA: Incra deve atuar para evitar onda de invasões de área quilombola em Barcarena

Apesar de decisões favoráveis à comunidade, autarquia continua omissa em relação a obrigação de proteger área das famílias

MPF/PA

O Ministério Público Federal (MPF) voltou a entrar na Justiça para pedir que um grupo de invasores seja obrigado a se retirar da comunidade quilombola São Sebastião de Burajuba, em Barcarena (PA), na região metropolitana de Belém. E desta vez o MPF também pediu que a Justiça obrigue a União, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Fundação Cultural Palmares a realmente promoverem a proteção do território quilombola. (mais…)

Ler Mais

vestimentas_religioes_matriz_africana

Eleições: Intolerância religiosa em propaganda é alvo de recomendação expedida a partidos e candidatos

Em atuação conjunta, PRE e MPBA expedem recomendação para coibir propagandas eleitorais com mensagens que propaguem intolerância religiosa ou incitem o ódio e o preconceito contra qualquer religião

MPF/BA

Eliminar das ruas toda propaganda eleitoral que atente contra a liberdade de crença religiosa ou propague a intolerância, ódio ou preconceito contra qualquer religião, em especial as de matriz africana. Esta é a intenção da recomendação conjunta expedida nesta terça-feira, 26 de julho, pela Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) e pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA). Assinam o documento o procurador Regional Eleitoral Ruy Mello e a promotora de Justiça Lívia Sant’Anna Vaz, coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (Gedhdis). (mais…)

Ler Mais

fotos: Ana Costa / Jornalismo B

Fórum Justiça no Rio Grande do Sul oficia o Ministério Público do Trabalho sobre condições de trabalho na Vila Dique

Por Fórum Justiça

A situação da Vila Dique, prejudicada por obra da Prefeitura de Porto Alegre, já foi denunciada pelo Fórum Justiça ao Ministério Público Estadual, por diversas violações a direitos sociais. Ainda permanece a interdição de vias, que asfixia a Vila. Tendo em vista haver diversas famílias cujos membros trabalham como carroceiros, o gravame se torna ainda maior. (mais…)

Ler Mais

ocupar direito

Instituto Vladimir Herzog discute educação em direitos humanos na escola

Onde o projeto Respeitar é Preciso! foi implementado houve aumento da compreensão do que são os direitos humanos

Por Camila Boehm, Agência Brasil

Há uma ausência de atenção da escola formal para a educação em direitos humanos, voltada para tratar de temas como igualdade, discriminação, respeito e democracia na escola, disse Ana Rosa Abreu, mestre em psicologia educacional e diretora do Vlado Educação, setor de educação em direitos humanos do Instituto Vladimir Herzog, que, por meio do projeto Respeitar é Preciso!, implementou a educação em direitos humanos em 21 escolas municipais de São Paulo, atingindo mais de 10 mil alunos, pais, educadores e funcionários das escolas. (mais…)

Ler Mais

João Pedro Stedile, dirigente nacional do MST e o militante de agroecologia, Vanderley Ziger participam de análise de conjuntura / Joka Madruga

Jornada de Agroecologia completa 15 anos e registra avanços na educação no campo

3 mil pessoas de todo o país participam do evento, além de uma brigada com militantes da América Latina e da Europa

Por Camila Rodrigues da Silva e Michele Torinelli, no Brasil de Fato

Amar o campo ao fazer a plantação,/ Não envenenar o campo é purificar o pão/ Amar a terra e nela plantar semente / a gente cultiva ela, e ela cultiva a gente

Ao som de “Caminhos Alternativos”, do poeta Zé Pinto, começou nesta quarta (27) a 15ª Jornada de Agroecologia em Lapa, sul do Paraná –  que se estende até sábado (30). Mais de 3 mil pessoas de todo o país participam do evento, além da brigada internacionalista, que conta com militantes do movimento campesino da América Latina e da Europa. (mais…)

Ler Mais